quarta-feira, 3 de maio de 2017

Nunca se separe de Jesus!!! Sem Ele nada podemos fazer!!

 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda.
Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado; permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim.
Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam.
Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito.  João 15:1-7


Estava lendo essa passagem hoje pela manhã e me chamou muito a atenção, porque justamente estava lendo um folheto desses que usamos para evangelizar e o comentário era o seguinte: Jesus usa a figura da videira e dos ramos para ilustrar o relacionamento vital que existe entre ele e os seus seguidores. Assim como uma videira só dá fruto quando está unida ao ramo, assim também os seguidores de Jesus devem continuar unidos com ele para dar frutos... 

A palavra de Deus os ensina sobre todas as coisas e nessa passagem podemos compreender claramente que Jesus compara a videira com nossa fé e fidelidade com a palavra de Deus. Quando a videira está unida, ou seja, presa, ligada ao ramo ela dá frutos abundantemente, mas quando ela se solta do ramo, não serve mais para nada porque não tem como dar frutos sozinha, sem os ramos... Da mesma maneira quando estamos ligados a Jesus, ou seja, sua palavra, que é a leitura da Bíblia, como também o ouvir a pregação do homem de Deus na sua igreja, a prática da palavra, então podemos dar frutos sem medida... Mas quando decidimos largar a Jesus, e viver da maneira que eu acho melhor, sem me importar  em respeitar e seguir a palavra de Deus também estamos a mercê do mundo, estamos entregues a nossa própria sorte, então não podemos dar frutos.... 

Já ouvi inúmeras vezes, inclusive eu mesma já passei por essa situação em que eu achava que poderia buscar a Deus somente de casa, assistindo as pregações pela TV, orando, enfim, achava que era forte o suficiente para não cair e me separar de Deus, achava que estava bem sem ir aos cultos, sem a comunhão com os irmãos, e que jamais esfriaria, mas me enganei, e fui ficando cada dia mais fraca, até o dia em que não queria ir mais na igreja, a leitura da palavra ficou em sabe Deus qual plano em minha vida, e, aos poucos fui deixando de dar frutos, e me separando de Deus. Até o dia em que cai em mim e não permiti que isso acontecesse, não permiti ficar longe de Deus, e, nunca mais fiquei separada de Deus....

Queridos, o diabo tem inúmeros manjares desejáveis aos nossos olhos, que aparentemente não causam mal algum, mas quando ele consegue atrair alguém através desses manjares ele traz consigo muitos outros e ai a pessoa fica fraca, tão fraca a ponto de ficar difícil de se reerguer sozinha.... as vezes tem pessoas que nem conseguem sair com vida desse fundo do poço. Por isso temos que ficar ligados em Jesus o tempo todo....Sei que as vezes não é fácil esperar, que parece que estamos sozinhos, mas temos que ter calma e paciência porque Jesus jamais nos desamparará e no tempo certo nos abençoará...

Lembre-se: sem Jesus nada podemos fazer, nada somos sem Ele e sem a Sua permissão então amados não vale a pena deixar de permanecer Nele, porque se nos separarmos Dele estaremos por nossa própria conta porque como diz na palavra: nada podemos fazer sem Ele, então qual o propósito de nos separarmos Dele? Não vale a pena amados.... Com Cristo tudo é muito melhor, podemos nos sentir seguros, protegidos e o melhor: dar muitos frutos... Pensem nisso!!!


Que Deus fale mais ao seu coração....

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. Mateus 26:41